quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Pedro Bargado de volta aos musicais.

*****"A NOITE DAS MIL ESTRELAS"*****


  Brevemente no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

Filipe La Féria vai regressar ao Salão Preto e Prata do Casino Estoril onde obteve dois enormes sucessos com “Fado – História de um Povo” e “O Melhor de La Féria”. A Estoril Sol convidou La Féria a realizar um grande espectáculo cuja temát ica é a história do Casino Estoril. Numa viagem que vai desde o sonho de Fausto Figueiredo que nos anos dez do século passado idealizou a transformação da região dos Estoris numa estância cosmopolita, até os nossos dias. “A Noite das Mil Estrelas” revisitará, num show contemporâneo e espectacular a história daquele que é o maior Casino da Europa passando pela atmosfera trepidante da II Guerra Mundial que fez com que vários membros de famílias reais como o Conde de Barcelona, o Duque de Windsor ou o Rei Humberto de Itália se exilassem no Estoril. O Casino Estoril foi palco de inúmeros mistérios e histórias de espionagem. Ian Fleming, criador da figura de James Bond, inspirou-se no Casino Estoril para a criação do imortal agente 007. Mil estrelas fazem parte da história do Casino Estoril com as suas músicas, lendas e glamour. Desde as míticas princesas como Grace Kelly, Margaret de Inglaterra ou Begum Aga Khan, às maiores personalidades da Cultura universal como Jorge Amado ou Salvador Dali, inúmeras celebridades marcaram presença no Casino Estoril ao longo da sua história. Com um elenco fabuloso de cantores como Alexandra, Gonçalo Salgueiro, Vanessa, Pedro Bargado, Dora, Rui Andrade, David Ripado, Cláudia Soares, João Frizza, Catarina Mouro, um corpo de baile de 16 bailarinos coreografado por Marco Mercier, deslumbrantes figurinos de Mestre José Costa Reis e uma orquestra ao vivo dirigida pelo Maestro Telmo Lopes, direcção de vozes de Tiago Isidro e assistência de encenação de Nuno Guerreiro, dramaturgia de Helena Rocha, La Féria irá apresentar um dos mais ambiciosos projectos da sua vida: “A Noite das Mil Estrelas” a partir de Março no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.

quinta-feira, 13 de março de 2014

(DES)CONHECIDOS NOVA DATA DE ESTREIA DIA 20 DE MARÇO

Estreia 20 de Março no Teatro Turim

E se de repente acordasse num quarto estranho, sem saber como lá foi parar, sem conhecer ninguém à sua volta e pior… nem sequer sabe como sair! Assustado? Pois, é assim que começa (DES)C...ONHECIDOS, o novo espectáculo do Pequeno Palco de Lisboa, com Alexandra Rocha, Mafalda Vilhena, Pedro Bargado e Rui Luís Brás, com estreia marcada para dia 20 de Março no Teatro Turim, em Benfica.

Dia 20 de Março estreia (DES)CONHECIDOS, uma comédia repleta de suspense e tramas que vão prender a atenção do espectador, com interpretação de Alexandra Rocha, Mafalda Vilhena, Pedro Bargado e Rui Luís Brás.

Dois homens e duas mulheres acordam num quarto decrépito de onde não conseguem sair. Não se conhecem, nem têm ligações entre si. Várias teorias começam a surgir nas suas cabeças para justificar a presença naquele lugar, desde as mais plausíveis até às mais disparatadas, mas à medida que o tempo vai passando, vão caindo por terra. (DES)CONHECIDOS é uma divertida comédia que procura explorar o que de mais sensível e perverso há em cada um de nós - polos que por vezes se podem tocar.

Mafalda Vilhena e Alexandra Rocha dão vida às duas personagens femininas da peça, a primeira depressiva e amarga e a outra sedutora e ambiciosa. Pedro Bargado interpreta um homem carente, aparentemente agressivo e com um humor infantil, que contrasta com a personalidade dominante da personagem de Rui Luís Brás, um homem nervoso, muito inteligente, que se torna obcecado em descobrir a verdade.

(DES)CONHECIDOS com Alexandra Rocha, Mafalda Vilhena, Pedro Bargado e Rui Luís Brás, estreia a 20 de Março no Teatro Turim e estará em cena 5ªs, 6ªs, Sábados às 21h30 e Domingos às 17h00, até final do mês.

Encenação: Rui Luís Brás
Texto: Hugo Barreiros e Rui Luís Brás
Cenografia: Natércia Costa
Figurinos: Vera Duarte
Interpretação: Alexandra Rocha, Mafalda Vilhena, Pedro Bargado e Rui Luís Brás
Datas: 20 a 30 de Março, 5ª a Sábado às 21h30 e Domingos às 17h00

terça-feira, 4 de março de 2014

Estreia dia 14 de Março no TeatroTurim, (DES)CONHECIDOS.


 Quatro fantásticos actores numa peça a não perder no Teatro Turim a partir do dia 14 de Março! Alexandra Rocha, Helena Laureano, Pedro Bargado e Rui Luís Brás!!!!!!!!!

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Pedro Bargado volta à televisão

Pedro Bargado volta à televisão com personagens nas novelas Sol de Inverno e Beijo do Escorpião, o Folhetim foi saber como foram estas experiências.
Em Sol de Inverno, na SIC, Pedro vai ser chefe de segurança cuja participação vai ser fundamental num momento de pânico geral entre as personagens em cena. A sua personagem vai ser a responsável pelo regresso à calma mas, apesar disso, o actor conta-nos entre risos que o ambiente em plateau era tão realista que até ele, estando preparado, teve dificuldade em não sucumbir ao susto encenado. Pedro Bargado contracenou sobretudo com Rogério Samora e Maria João Luís, com quem já tinha trabalhado, que o ajudou muito quando caiu de cabeça numa produção que já tem o seu ritmo e linguagem própria, que nem sempre é fácil integrar.
Em Beijo do Escorpião, na TVI, Pedro vai ser um polícia, contracenando sobretudo com Sara Matos, Pedro Teixeira, Dalila Carmo e Ana Brito e Cunha, com quem também já tinha trabalhado.
“Ambas as experiências foram muito boas… Por vezes é difícil entrar a meio das gravações de uma novela porque toda a equipa já tem um trabalho conjunto construído e não é fácil começarmos a acompanhar de repente. Felizmente os meus colegas e uma das realizadoras, a Patrícia Sequeira, que também já me conhecia, acolheram-me muito bem e foi muito bom voltar a trabalhar com eles”, disse o actor ao Folhetim.
Além destas participações nas novelas, em cinema o actor dá voz a várias personagens do filme que está agora em exibição: A revolta dos Perús, dos produtores de Shrek. Faz também a voz de Craig na série da Nickelodeon, Sanjay e Craig, bem ao estilo dos velhinhos Ren and Stimpy.
Como formador, Pedro Bargado vai em Abril rumar à Berkeley University para dirigir uma tragicomédia adaptada do conto de Eça de Queirós, O Tesouro, que será apresentada pelos alunos de português daquela Universidade.
Em paralelo com estes projectos, Pedro tem dedicado também o seu tempo à banda de que faz parte, a Box Band, que dará um concerto no próximo dia 22 de Fevereiro no Marty bob bar/disco em Arruda dos Vinhos.

Texto: Rita Jardim
Publicado em:
http://www.folhetim.pt/pedro-bargado-volta-a-televisao/

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Proxima apresentação da Box Band .

Caros amigos Box Band"anianos"
Gostávamos de informar que DIA 22 de Fevereiro estaremos no Marty BOX Bar/ Disco para mais uma noite de funk! Gostávamos de contar com a vossa presença!
Obrigado a todos
Box Band.

Box Band & The DiscoFunk Project



Novo projeto de Pedro Bargado, Box Band The DiscoFunk Project .
Todos os que gostam de ouvir o Pedro Bargado tem agora a oportunidade de o ouvir/ver cantar ao vivo no MARTY BOX em Arruda dos Vinhos.

terça-feira, 5 de março de 2013

Nos Cinemas a 25 de Abril!!!!!

Longa metragem dirigida por Leonardo António, com Alexandra Rocha, Gustavo Vargas, Manoela Amaral, Peter Michael, Pedro Bargado, Rui Luís Brás...! Em breve nos cinemas!

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Em Cena no Teatro Turim!!!!

O meu pé de laranja lima – em cena no Teatro Turim


O Pequeno Palco de Lisboa pode ser encontrado ali para os lados do Benfica. E revela-se grande.
O romance de José Mauro de Vasconcelos já foi filme, já foi novela. É, agora, revisitado pelo Pequeno Palco de Lisboa que se revela, enorme. A história de Zezé, uma criança de 5 anos cuja infância se revela difícil sobe ao palco do Teatro Turim, pelas mãos do Pequeno Palco de Lisboa. A estreia neste teatro de Benfica aconteceu no dia 1 de Dezembro.
Entre a fantasia e uma realidade dura, Zezé torna Xururuca, um pé de laranja lima que se encontra no quintal, como o seu confidente. Entre o pai que tem e o pai que gostaria de ter, Zezé rapidamente conhece o que significa a dor e a saudade.
O texto foi adaptado por Luciano Luppi. A cenografia da peça está a cargo de Rui Luís Brás e é reveladora de uma enorme criatividade: os diferentes espaços onde a acção decorre são construídos com peças que os actores empurram para lá e para cá, fazendo-nos viajar pelo mundo de Zezé e da sua família. A música faz parte do espectáculo e encaixa na perfeição na viagem. Uma nota positiva para os figurinos que, sendo simples, servem de moldura à entrega interpretativa dos actores.
Alexandra Rocha, Cristóvão Campos, Patrícia Resende, Pedro Bargado e Suzana Farrajota constituem o elenco de uma peça que nos emociona e que nos faz parar para pensar, sobre o valor do próprio pensamento e da palavra, do sentir e do viver. Damos por nós a questionar o papel do sonho e da amizade, na nossa vida. Pelo meio, emocionamo-nos com a vida de Zezé, mas também nos rimos com as suas tropelias.
No Teatro Turim podemos encontrar o Pequeno Palco de Lisboa em cena aos sábados e domingos (17h) com “O Meu Pé de Laranja Lima”; e às segundas (21h) com “D´Eça”
Por Joana Rita Sousa
RUADEBAIXO-COM

domingo, 25 de novembro de 2012

Não perca hoje no teatro Turim sessão especial da peça d'Eça .

Por ocasião da celebração do nascimento de Eça De Queiroz - 145º aniversário. Será uma pequena homenagem, com direito a beberete e tudo!
;) Depois estaremos em cena mais 3 dias: dias 3, 10 e 17 de Dezembro às 21h30;

sábado, 17 de novembro de 2012

terça-feira, 30 de outubro de 2012

"D'Eça" contos de Eça de Queiroz em Novembro no Teatro Turim.

Dias 8, 9, 10, 11 e 5, 16, 17, 18 de Novembro, uma produção do Pequeno Palco de Lisboa!

Sinopse:
O espectáculo "D´Eça" trata-se de uma adaptação para teatro de três dos mais emblemáticos contos de Eça de Queiroz, Singularidades de uma Rapariga Loira, O Tesouro e A Aia.
O primeiro dos três (Singularidades de uma Rapariga Loira, que narra a história da paixão de Macário por Luísa) funciona como fio condutor de toda a cena e como ponto introdutório dos outros dois, utilizando a figura de Eça de Queiroz como observador da comédia humana e como interveniente da sua própria criação.
O amor, a nobreza de carácter, a honestidade e por contraponto a ganância são os grandes temas desta peça arrastando consigo toda a miscelânea do comportamento humano, desde o trágico até aos apontamentos de farsa que pontuam e temperam a vida e a vida no palco.
É um espectáculo divertido, mas pautado pela seriedade e severidade dos nossos actos tão a gosto de Eça de Queiroz, apreciado pela sua diversidade e acutilância na observação do homem.

A encenação está a cargo de Rui Luís Brás que apostou na multiplicidade das formas e na capacidade transformativa, quase mágica, do mundo das histórias que começam simplesmente por: “Era uma vez…”.

Ficha Técnica:
Texto - Eça de Queiroz
Adaptação - Rui Luís Brás e José Mateus
Encenação - Rui Luís Brás
Música e Sonoplastia - Pedro Bargado
Desenho de Luz - Pedro Marques
Cenário - Rui Luís Brás
Figurinos - Rafaela Mapril
Cartaz - Sara Aguiar
Assistência de Encenação - Suzana Farrajota

Elenco - Alexandra Rocha, Filomena Oliveira, João Canto, Pedro Bargado, Peter Michael e Suzana Farrajota

M/12

Em cena de 5ª a Sábado às 21h30
Domingo às 17h

Reservas e Informação: 217606666 | geral@teatroturim.com

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

EM CENA NO TEATRO TURIM DIAS DIAS 19,,20 E 21 DE OUTUBRO!

Duração
01:10

Promotor

AM’ART - Associação Cultural

Autor

Rui Luís Braz

Encenador

Rui Luís Braz

Sinopse

A partir da “Lisístrata” e das “Mulheres na Assembleia”, de Aristófanes, MARIAS AO PODER retrata a Mulher na sociedade. Transcendendo o seu comum papel de mãe/esposa/dona de casa, eleva-se nos estatutos político, ético e social, reclamando a igualdade como cidadã.
Numa adaptação bem humorada e actual, assistimos à emancipação feminina através de uma peculiar tomada de posição: Maria lidera um grupo de mulheres de diferentes sectores, propondo uma greve de sexo até que os homens optem pela paz.

Ficha Artística

Encenação e Adaptação: Rui Luís Brás
Música e Sonoplastia: Pedro Bargado
Desenho de Luz: Pedro Marques
Cenografia: Rui Luís Brás e Sandra Virote
Coordenação de Figurinos: Raquel Simões
Cartaz: José Dias
Assistência de Encenação: Flávia Filipe
Produção: Pequeno Palco de Lisboa
Elenco: Andreia Esteves, Ana Luísa Luz, Lia Colorado, Teresa Franco, Cristina Lopes, Flávia Filipe, Joaquim Frazão, Diogo Machado, João Ferreira, Nuno Miranda, Verónio Gomes, Emanuel Almeirante, Rita Variz, Marta Paulino

Preços

  • Geral 8€

Localização

Estrada de Benfica nº 723 A
1500-088, Lisboa

Coordenadas GPS

N: 38º45'03"
W: 09º12'09"

segunda-feira, 30 de abril de 2012

D'EÇA na Sociedade Guilherme Cossul


Uma adaptação de três contos de Eça de Queiroz – “Singularidades de Uma Rapariga Loira”, “A Aia” e “O Tesouro”
Sinopse: O Espectáculo “ D´Eça “ trata-se de uma adaptação para teatro de três dos mais emblemáticos contos de Eça de Queiroz sendo eles, “ Singularidades de uma Rapariga Loira “, “ O Tesouro “, “ A Aia “.O primeiro dos três ( “ Singularidades de uma Rapariga Loira “ que narra a história da paixão de Macário por Luísa ) funciona como fio condutor de toda a cena e como ponto introdutório dos outros dois, utilizando a figura de Eça de Queiroz como observador da comédia humana e como interveniente da sua própria criação.O amor, a nobreza de carácter, a honestidade e por contraponto a ganância são os grandes temas desta peça arrastando consigo toda a miscelânea do comportamento humano, desde o trágico até aos apontamentos de farsa que pontuam e temperam a vida e a vida no palco. É um espectáculo divertido mas pautado pela seriedade e severidade dos nossos actos tão a gosto de Eça de Queiroz, apreciado pela sua diversidade e acutilância na observação do homem.
A encenação está a cargo de Rui Luís Brás que apostou na multiplicidade das formas e na capacidade transformativa, quase mágica, do mundo das histórias que começam simplesmente por: “ Era uma vez…”.
Ficha Técnica: Autor - Eça de Queiroz
Encenação – Rui Luís Brás
Adaptação – Rui Luís Brás e José Mateus
Música e Sonoplastia – Pedro Bargado
Cenografia – Rui Luís Brás
Cartaz – Sara Aguiar Figurinos – Rafaela Mapril
Desenho de Luz e Operação de Luz e Som – Pedro Marques
Assistência de Encenação – Suzana Farrajota
Elenco – Alexandra Rocha, Manoela Amaral, Miguel Martins, Nuno Miranda, Pedro Bargado e Suzana Farrajota
Produção – Pequeno Palco de Lisboa
Classificação Etária: M/12
Valor do bilhete: 8 euros
EM CENA DIAS 11, 12, 18 E 19 DE MAIO ÀS 21H30
SOCIEDADE DE INSTRUÇÃO GUILHERME COSSOUL AV. DOM CARLOS I, Nº 61, 1º ANDAR
RESERVAS: 213973471 OU 938369495

quinta-feira, 19 de abril de 2012

O Meu Pé De Laranja Lima.


Uma espectáculo pleno de emoção e simplicidade que vai tocar o coração de toda a família.

A história comovente de Zézé leva-nos a conhecer a infância difícil de um menino de cinco anos, precoce, travesso, inteligente e sensível, que sonha ser poeta. Perante uma situação financeira complicada no seio da família, inventa para si um mundo de fantasia, no qual o seu confidente é Xururuca, o seu pé de laranja lima, que cresce no quintal da casa. E Zézé cresce com ele, aprendendo tudo sozinho, nas diferentes relações que estabelece com as pessoas que o rodeiam e das quais a mais importante será talvez a amizade com um Português: o pai que a criança gostaria de ter tido. Mas a vida ensina-lhe demasiado cedo a sentir a dor e a saudade.

Fichas Técnica e Artística:

Autor: José Mauro de Vasconcelos
Adaptação: Luciano Luppi
Encenação: Rui Luís Brás
Desenho de Luz, Operação de Som e Luz: Pedro Marques
Música e Sonoplastia: Pedro Bargado
Cenografia: Rui Luís Brás
Cartaz: Sara Aguiar
Assistência de Encenação: Suzana Farrajota
Coordenação de Figurinos: Neusa Trovoada
Produção: Pequeno Palco
Elenco: Cristóvão Campos, Mafalda Teixeira, Manoela Amaral, Pedro Bargado e Suzana Farrajota

Classificação etária: M/6

Na Sociedade de Instrução Guilherme Cossoul - Av. D. Carlos I, 61, 1º, 1200-647 Lisboa
Em cena nos dias: 22 e 29 de Abril e 6, 13 e 20 de Maio às 16:00

Preço: 7,5 Euros (Crianças até 12 anos - 5 Euros)

Reservas: Tel. 21 397 34 71 - E-mail: geral@guilhermecossoul.pt

terça-feira, 10 de abril de 2012

Pedro Bargado na SIC

Para quem não teve oportunidade de ver o Pedro hoje na SIC no programa Querida Julia, aqui fica o registo.

sábado, 24 de março de 2012

LORAX



Pedro Bargado é um dos actores portugueses que dão voz ás personagens do filme de animação "Lorax"

sexta-feira, 23 de março de 2012

"Lorax": versão portuguesa


Conheça os atores portugueses que dobraram as personagens principais do filme "LORAX"
Mia Rose, David Carreira, José Jorge Duarte, José Fidalgo, Custódia Galelogo, Ricardo Afonso, e Simone de Oliveira assumem as principais personagens de "Lorax"uma aventura num mundo onde as árvores já não existem, e tudo é artificial e comercial.

Este mundo foi criado por uma personagem chamada Once-Ler (Pedro Bargado) que, pela sua ganância, cortou todas as arvores de "trúfula" para produzir diverso material e ganhar dinheiro com isso. É graças a essa realidade que o vilão da história (O'Hare - José Fidalgo) se torne num magnata próspero vendendo ar puro.

Muito tempo depois, um miúdo chamado Ted (David Carreira) decide ir em busca da última semente de "trúfula" para impressionar a rapariga dos seus sonhos Audrey (Mia Rose). Desta forma ele tem a possibilidade de recompor o ecossistema das árvores e, consequentemente, ser a base da redenção do Once-Ler, que arrependido se fechou numa casa longe da cidade. Para impedir que isto aconteça, O'Hare vai fazer o possível para que nenhuma árvore seja plantada e estrague o seu negócio de venda de ar puro.

O Lorax (José Jorge Duarte) é a personagem "mitológica" que, como ele diz - fala pelas árvores. É, de fato, a consciência personificada do Once-Ler, que o faz ver que o mundo é muito mais do que o dinheiro e existe toda uma maravilhosa vida natural lá fora.
Fonte: rtp.pt

MARIAS AO PODER


Fichas artística e técnica:

Encenação e Adaptação: Rui Luís Brás
Música e Sonoplastia: Pedro Bargado
Desenho de Luz e Operação de Som e Luz: Pedro Marques
Cenografia: Rui Luís Brás e Sandra Virote
Coordenação de Figurinos: Raquel Simões
Cartaz: José Dias
Assistência de Encenação: Flávia Filipe
Produção: Pequeno Palco de Lisboa
COM: Andreia Esteves, Ana Luísa Luz, Lia Colorado, Teresa Franco, Cristina Lopes, Flávia Filipe, Joaquim Frazão, Diogo Machado, João Ferreira, Nuno Miranda, Verónio Gomes, Emanuel Almeirante, Miguel Martins, João Paulo Castanheira

Sinopse: A partir da “Lisístrata” e das “Mulheres na Assembleia”, de Aristófanes, MARIAS AO PODER retrata a Mulher na sociedade. Transcendendo o seu comum papel de mãe/esposa/dona de casa, eleva-se nos estatutos político, ético e social, reclamando a igualdade como cidadã.
Numa adaptação bem humorada e actual, assistimos à emancipação feminina através de uma peculiar tomada de posição: Maria lidera um grupo de mulheres de diferentes sectores, propondo uma greve de sexo até que os homens optem pela paz.
Preço Normal: 8€

sábado, 4 de fevereiro de 2012

O Frágil Som Do Meu Motor



Um Thriller da Recycled Films
Realização de Leonardo António
Produção de Pedro Mendonça
Com : Alexandra Rocha, João Villas-Boas,Gustavo Vargas,Peter Michael,Rui Luís Brás,Manoela Amaral,Suzana Farrajota e Pedro Bargado.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

terça-feira, 3 de maio de 2011

De 18 a 19 de Maio no teatro Turim uma produção do Pequeno Palco de Lisboa

Ficha Tecnica:
Autor - Bernardo Santareno
Encenação - Rui Luis Brás
Assintencia de encenação - Andreia Esteves e Cristina Duarte
Cenografia - Rui Luis Brás
Grafismo - José Dias
Musica e Sonoplastia - Pedro Bargado
Desenho de Luz , desenho de Som e operação - Pedro Marques
Design do Cartaz - José Dias
Assessoria de Imprensa - Cristina Ferreira
Produção - Pequeno Palco de Lisboa
Elenco - João Agonia (Santiago/ Nuno Miranda)
José Agonia (João Paulo Castanheira)
Rita Agonia (Ana Luisa Luz/Célia Colorado)
Fernando Agonia (Emanuel Almeirante)
Teresa Agonia (Filipa Noronha/Inês Assis)
Miguel Agonia (Miguel Martins)
Carlos Agonia (Joaquim Frazão)
Rosa Agonia ( Teresa Franco / Filomena Correia)
Guilhermina Giesta (Marta paulino /Cristina Lopes)
Maria Giesta Giesta (Andreia Esteves /Cristina Duarte)
Toino Giesta(João Pontes)
Manuel Lamas ( Veronio Gomes)
Sinopse
Numa povoação do interior rural, a família Agonia aguarda, com alegria e anseio, o regresso de um dos seus filhos, depois de cumprido o serviço militar. Mas uma maldição paira sobre esta família: antes do nascimento de João Agonia, a avó, Rosa, anuncia na sua loucura um "verde destino" do qual João não poderá escapar. João Agonia tenta desesperadamente fugir ao seu destino, recolher-se na clausura da serra e contrariar os seus desejos mais íntimos, esforçando-se por corresponder às expectativas da família. Mas será que nesta luta interna alguém sairá vencedor?
O poder do estado e da igreja, assentes no catolicismo, continuam a ser basilares para a estabilidade da ordem familiar em 1961, quando o mundo começa a purgar mudanças: antigas colónias africanas iniciam os seus processos independentistas, os EUA invadem a Baía dos Porcos e a Igreja Católica prepara o Concílio Vaticano II. E Portugal está prestes a embarcar na Guerra do Ultramar. É neste ambiente de profundas alterações de paradigmas sociais cristalizados que Bernardo Santareno escreve O Pecado de João Agonia.
Aparentemente datado, O Pecado de João Agonia continua tão atual quanto o foi em 1969, data da sua estreia: nas sociedades ocidentais laicas e democráticas o lugar da diferença ainda se apresenta, hoje, problemático. O pecado de João Agonia é o pecado que cada um de nós carrega na sua relação com a diferença, ao pressupor uma igualdade que não se constrói. Haverá absolvição para o Pecado de João Agonia?

Informações:
Pequeno Palco de Lisboa
Tem. 938 369 495
url www.pequenopalco.com

Teatro Turim
Estrada de Benfica,Nº 723-A
(Junto á Igreja de Benfica)
Tlf. 217 606 666
url www.teatroturim.com

RESERVAS - 217 606 666 / 938 369 495 reservas@teatroturim.com
Preço unico 8 Euros

segunda-feira, 28 de março de 2011

FLATSPIN com Sonoplastia de Pedro Bargado em cena no Casino Estoril

Conceito - Rodrigo Saraiva Real/Edição - Afonso Pimentel

quarta-feira, 23 de março de 2011

Flatspin no Casino Estoril


FlatSpin- Um Apartamento em Apuros, duas horas convertidas em largas gargalhadas, em que o público não dá pelo tempo passar, no pequeno Auditório do Casino Estoril.
.

terça-feira, 22 de março de 2011

domingo, 20 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

No TEATROESFERA de 10 a 19 de Dezembro




“Sonho de Uma Noite de Verão”
Em parceria com Pequeno Palco de Lisboa

De: William Shakespeare; Encenação: Paula Sousa; Assistência de Encenação: Manoela Amaral;Cenografia: Paula Sousa, Ricardo Trindade; Guarda Roupa: Último Pormenor - Rafaela Mapril,Sónia Cláudia Neves, Mónica Félix; Música: Roberto Leal; sonoplastia: Pedro Bargado; Coreografia e Movimento: Bernadete Sant’Anna;Luz: El Duplo; Adereços: João Prazeres; Fotografia: Paulo Silva; Design Gráfico: Luís Silva ;Concepção de Montagem: Ricardo Trindade, Filipe Otero ;Execução do Cenário: Ricardo Trindade, Filipe Otero, João Silva ;Operação de Luz: Filipe Otero ;Operação de Som: João Silva

Produção: Bernadete Sant’Anna

Elenco: Alcinda Carvalho, Ana Valentim, Carla Almeida, Elisa Fernandes, Fernando Alberto, Gany Ferreira, Hugo Nevez, Isaac Rolo, Joaquim Frazão, João Canário, João VanTash, Jorge Soares, Manoela Amaral, Marta Paulino, Miguel Martins, Rafael Barreto, Rita Ribeiro, Teresa Franco, Vera Teixugueira, Verónio Gomes.

Pedro Bargado, um dos actores que dá a voz à versão portuguesa do “Shrek”. Ele dá voz ao cozinheiro africano que alimenta todos os ogres que fazem parte da resistência, no reino Bué-Bué Longe.
Fonte: Sapo fotos, antestreia de "Shrek para sempre"

quarta-feira, 2 de junho de 2010

EM CENA "VOLTAREI ANTES DA MEIA NOITE"


Provavelmente o melhor espectáculo de teatro de 2010.Teatro Cinearte – A Barraca, em Santos, de 22 de Maio a 27 de Junho, Quinta-Feira a Sábado às 21h30, Domingos às 16h30.

domingo, 23 de maio de 2010

FLATSPIN, em breve no Teatro Tivoli,com musica de Pedro Bargado.


"FlatSpin" - uma comédia de Alan Ayckbourn com encenação de Rui Luís Bras.

Em "FlatSpin," uma jovem e inexperiente actriz – Rosie - ajuda o tio, porteiro, num complexo de apartamentos.
O tio esteve envolvido num acidente automóvel e não pode comparecer no trabalho durante uns dias, por isso ela substitui-o. A peça começa com a Administradora do Complexo a mostrar a Rosie os apartamentos e a explicar-lhe as tarefas.
Assim que a Admistradora sai, um vizinho, Alex, toca à porta e Rosie não corrige um equívoco, ficando ele a pensar que ela é a actual inquilina daquele apartamento, Joanna Rupelford. Rosie, desesperada por companhia e um pouco de consolo pelas muitas desilusões que já sofreu, permite que Alex a convide para jantar.
A peça vai-se tornando hilariante à medida que Rosie tenta a todo o custo convencê-lo de que é Joanna Rupelford. Tudo se complica quando uma persistente mulher tenta entrar em contacto com a inquilina do apartamento.
Ao fim ao cabo, ninguém é bem quem aparenta ser – nem mesmo a verdadeira Joanna Rupelford. De facto, Rosie deu de caras com uma operação policial contra o narcotráfico e depressa fica presa no enredo.

FICHA ARTÍSTICA E FICHA TÉCNICA

Encenação – Rui Luís Brás
Tradução – Manoela Amaral, Rui Luís Brás, Sandra Virote
Assistência de Encenação – Suzana Farrajota
Música e Sonoplastia – Pedro Bargado
Cenografia – José Dias
Imagem do Cartaz – Victor Dinis
Cartaz – Miguel Rocha
Fotografia – Magda Fernandes e José Domingos
Coordenação de Imagem – David Simões
Coordenação de Figurinos – Paula Clemente e Mafalda Costa
Cabelos e Maquilhagem – Magali Santana
Desenho de Luz – Afonso Carboila
Press Kit – Cristina Ferreira

Elenco - Alexandra Rocha, Duarte Grilo, Gonçalo Lello, Jaime Aragão,Manoela Amaral, Maria José Baião, Suzana Farrajota
Produção – Pequeno Palco de Lisboa e Teatro Tivoli

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Voltarei antes da meia noite no teatro Cinearte "A Barraca"



Informamos que a peça "Voltarei antes da meia noite" de Peter Colley estará em cena no TEATRO CINEARTE - A Barraca - Largo Santos n.º 2 - Lisboa de 22 de Maio a 27 de Junho de 2010

Voltarei antes da meia noite no teatro Cinearte "A Barraca"

Para quem não teve oportunidade de ver informamos que a peça "Voltarei antes da meia noite" de Peter Colley estará em cena no TEATRO CINEARTE - A Barraca - Largo Santos n.º 2 - Lisboa de 22 de Maio a 27 de Junho de 2010

Encenação: Rui Luís Brás

Elenco: Paula Sousa, Pedro Bargado, Peter Michael e Sílvia Figueiredo.

Domingos às 16h30 5ª Feira a Sábado às 21h30

Reservas : 96 422 50 21

Preço dos Bilhetes: 5ª feira preço único : 5,00€

Sexta a Domingo- Normal - 12,50€

Com Desconto: Amigos do Teatroesfera, Municipes do Concelho de Sintra, Professores, Estudantes Associações Intersindicais, Revista Happy Woman ou maiores de 65 anos.- 10,00€

sábado, 10 de abril de 2010

sexta-feira, 2 de abril de 2010

quinta-feira, 25 de março de 2010

DIVULGAÇÃO


FATAL Outras Cenas - Workshops
Voz para Teatro

Coordenação de Pedro Bargado


26 a 30 de Abril de 2010 14 horas às 18 horas
Sala de Conferências da Reitoria da Universidade de Lisboa

Neste workshop, onde o produto final é a palavra e o instrumento dela é a voz, pretende-se através de exercícios práticos e direccionados para o aperfeiçoamento vocal em teatro e canto, ir á conquista desse controlo vocal e fisico, despertando para o mundo de possibilidades que este instrumento tão precioso nos oferece.

A postura, relaxamento, respiração, áreas de ressonância, entre outros factores importantes, serão abordados de forma clara e objectiva de modo a facilitar a compreensão do actor e este entrar no seu campo criativo sem dúvidas.
Pedro Bargado - Currículo

Pedro Bargado é intérprete e compositor de diversos temas musicais bem conhecidos de todos através de novelas como "Saber Amar", "Morangos com Açúcar" e "Tu e Eu", e já conta com uma vasta experiência de teatro, da qual se destacam as peças 2007 - "Provavelmente uma Pessoa" – de Abel Neves, "Jacques e o seu Amo" - de Milan Kundera, apresentado no Teatro da Trindade, "D´EÇA" - de Eça de Queiroz e "O Meu Pé de Laranja-Lima" – de José Mauro Vasconcelos, apresentado pelo Pequeno Palco de Lisboa. Em Televisão participou em programas como "Academia de Estrelas", "Chuva de Estrelas" e "Canções da Nossa Vida", em telenovelas como "Morangos com Açúcar" e "Mundo Meu" e na série "Segredo de Justiça".
Regularmente, compõe e interpreta músicas para peças de teatro e programas de televisão, e também faz dobragens para séries e filmes de animação. Foi membro do grupo Gospell "Shout" e fez backvocals com Sara Tavares e Tó Cruz. Em "Jesus Cristo Superstar" mostra todo o seu potencial de cantor e actor encarnando a polémica personagem de Judas. No musical "West Side Story" faz o papel de Bernardo e também no Politeama foi o compositor das músicas da peça infantil "O Meu Pé de Laranja Lima".

Inscrições até ao próximo dia 23 de Abril* 40 euros por pessoa limite de 20 pessoas. Tel.: +351 210 113 406 fatal@reitoria.ul.pt

* A inscrição só é considerada válida após o pagamento na Fundação da Universidade de Lisboa, através da Divisão de Actividades Culturais e Imagem, Reitoria da Universidade de Lisboa.

Organização, inscrições e informações:
Reitoria da Universidade de Lisboa
Tel. 21 011 34 06 www.fatal.ul.pt fatal@reitoria.ul.p

FONTE: Fatal nos bastidores

terça-feira, 16 de março de 2010

TEATROESFERA APRESENTA


“ Voltarei antes da Meia Noite”

De Peter Colley


* De 15 a 25 de Abril 2010, no Espaço Teatroesfera- Queluz

Tradução: Ermelinda Duarte
Encenação: Rui Luís Brás
Assistente de Encenação: Silvia Figueiredo e Tânia Martins, Gany Ferreira (estagiários).
Cenografia e Grafismo: José Dias
Figurinos: Rafaela Mapril
Música e Edição: Pedro Bargado
Desenho de Luz: El Duplo
Desenho de Som e Operação: João Silva
Concepção de Montagem: Ricardo Trindade
Caracterização e Cabelos: Magali Santana
Execução do Cenário : Ricardo Trindade, Filipe Otero , João Silva
Operação de Luz: Filipe Otero
Produção: Teatroesfera
Elenco: Paula Sousa, Pedro Bargado/ Teresa Franco, Peter Michael e Silvia Figueiredo.
Espaço Teatroesfera- Queluz ( junto à estação de comboios de Monte Abraão).
Domingos às 16h30
5ª Feira a Sábado às 21h30
Reservas: 21430 34 04 e 96 422 50 21

Preço Bilhetes: Bilhete Normal: 10,00€
Com Descontos: / Amigos Teatroesfera, Munícipes do Concelho de Sintra, Estudantes, Associações Intersindicais, Revista Happy Woman, ou maiores de 65 anos - 7,50€

Classificação:M/12

Lugares 114.

* As datas podem sofrer alteração

quinta-feira, 11 de março de 2010

Em breve no TEATROESFERA


VOLTAREI ANTES DA MEIA-NOITE

de Peter Colley

Com encenação de Rui Luís Brás, o elenco de VOLTAREI ANTES DA MEIA-NOITE – Paula Sousa, Pedro Bargado, Peter Michael, Silvia Figueiredo – promete pregar sustos de morte aos espectadores, num thriller arrepiante e, paradoxalmente, divertido, que já conquistou a crítica mundial.


Dois homens, duas mulheres, dois actos e um cenário

A recuperar de um recente esgotamento nervoso, Jan Sanderson é levada pelo seu marido Greg Sanderson, um arqueólogo, para uma antiga quinta no campo que fica perto do local das escavações onde desenvolve os seus estudos. George Willowby, o agricultor a quem alugaram a velha quinta, usa um pouco da sua hospitalidade rural e insensível comicidade para se apresentar a Jan, contando a história do terrível assassinato que em tempos teve lugar naquela casa e do fantasma que muitas vezes fora avistado. Jan, de forma natural e instintiva, acende a sua imaginação imediatamente. Como se não bastasse, para vir piorar a situação, Jan é surpreendida com a notícia de que a bela, mas manipuladora Laura Sanderson, irmã de Greg, chegará nessa mesma noite. Jan logo cedo se sente atormentada com estranhos sons nocturnos e visões de fantasmas vingativos. Estará ela à beira de mais um esgotamento? Será ela vítima de uma qualquer congeminação para enlouquecê-la? Quando ela reúne forças para se defender destas aparições, os eventos desencadeiam uma inesperada reviravolta transformando esta noite num inimaginável suspense.

Pedro Bargado é George

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

PREMIO MULHER ACTIVA


10ª edição do Prémio Mulher ACTIVA
No ano em que se comemoram os 100 anos do Dia Internacional da Mulher, também o Prémio Mulher ACTIVA celebra o seu 10º aniversário e nomeia mais 10 fantásticas mulheres, que pode conhecer na edição de Março da revista ACTIVA, dia 23 nas bancas. A vencedora será eleita a 8 de Março, no Dia Internacional da Mulher, numa gala que conta com a participação de Pedro Bargado entre outros e será transmitido pela SIC mulher em directo do Casino Estoril.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Feliz Aniversario

Pedro Bargado faz hoje anos. Desejamos-lhe muitas felicidades e que este novo ano lhe traga muito sucesso e inspiração.
Foto: Carlos Desirat

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

O SANGUE

O Sangue, de Camilo Castelo Branco, esteve em cena no espaço Testroesfera de 3 a 7 de Fevereiro. A musica esteve a cargo do Pedro Bargado. Para quem não foi aqui ficam as imagens.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

A Promessa

A Peça "A promessa" de Bernardo Santareno encenada por Rui Luis Bras e com o apoio musical do Pedro Bargado esteve em cena até domingo com casa cheia. Os nossos parabéns ao Pedro pela inspirada musica e deixamos umas fotos para quem não teve ocasião de ver.

domingo, 24 de janeiro de 2010

" O Sangue" de Camilo Castelo Branco


A Companhia Pequeno Palco de Lisboa apresenta

de 3 a 7 de Fevereiro

no espaço Teatroesfera em Queluz
“O SANGUE” de Camilo Castelo Branco


Adaptação: Fernando Gomes
Encenação: Paula Sousa
Cenografia: Luís Lourenço
Figurinos: Nuno Garcez
Música: Pedro Bargado
Luz: Filipe Otero
Operação de Luz: Filipe Otero
Operação de Som: João Silva
Produção: Cristina Duarte

Elenco: Ana Margarida (Tomasinha), Ana Luísa Luz (Tomásia), Bruno Pereira (Inocêncio), Cristina Duarte (Mensageira e Sarita Star), Diogo Machado (Luís de Pinhel, José e Amigo), Filomena Correia (Custódia), Isabel Tello Mexia (Sebastiana), João Pontes (Amigo, Guimarães e Pedro), Luís Lourenço (Nicolau), Mafalda Risques (Florência) e Miguel Ferreira Torres (Gervásio).

Em cena no espaço Teatroesfera de 3 a 7 Fevereiro

Sinopse:
O “Sangue” é uma crónica tragicómica que caricaturiza a sociedade portuense em meados do séc. XIX. O “Dinheiro”, a “Felicidade”, o “Pecado” e a “Expiação” – elementos essenciais e omnipresentes do universo camiliano – desta vez, com o rigor de uma atmosfera operática.
O “Sangue” conta a história de uma família de abastados comerciantes judeus do Porto – os Barros – que casam uma filha adoptiva com o próprio filho para que o seu dinheiro – o dinheiro dos Barros – continue na família. O resultado é desastroso. O casal não se dá bem, separa-se, a rapariga engravida de outro homem, foge com ele mas deixa um filho, Pedro. Este crescerá na ignorância de quem é o seu verdadeiro pai e, já adulto, quando confrontado com a verdade, escolhe “a voz do sangue”, ou seja, o dinheiro dos Barros. O sangue de Pedro é o dinheiro dos Barros. O dinheiro é sangue.
“Um filho só pode ser filho de quem é seu pai, quando não herda uma fortuna de outro… que foi casado com sua mãe.”

Teatroesfera (Rua Cidade Desportiva, Monte Abraão perto da estação de comboios de Monte Abraão) - Queluz.

Horário:
Quarta, Quinta, Sexta e Sábado às 21:30
Domingo às 16:30

Preço do Bilhete:
6 Euros ( Preço único do bilhete)

Duração: 100 minutos (C/intervalo)
Classificação: M12

sábado, 23 de janeiro de 2010

Premios de Teatro Guia dos Teatros

As votações para os prémios de Teatro Guia dos Teatros 2009 já estão abertas , em cada um dos sites seguintes há link para descarregar o boletim e votar http://www.guiadosteatros.blogspot.com/ e www.premiosguiadosteatros.blogspot.com

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

" A PROMESSA"

"A Promessa " de Bernardo Santareno em cena no Teatroesfera de 21 a 24 de Janeiro já com lotação esgotada para a estreia, reserve já o seu bilhete para os dias seguintes pelos numeros
Tel: 21 430 34 04 – Fax: 21 430 17 57

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA AULAS DE TEATRO

A Associação Pequeno Palco de Lisboa tem abertas inscrições para turmas de:
- Iniciação (nova turma – alvo: pessoas sem experiência a partir dos 16 anos)
- Montagens (Integração em turma já existente – alvo: pessoas que já frequentaram a Iniciação no Pequeno Palco ou fora (após análise de currículo))
- Seniores
- Infantil (turmas dos 6 aos 10 e dos 11 aos 15)

Inicio: Março de 2010 (dependendo do numero de inscritos até à data)
Turmas com um máximo de 20 alunos e um mínimo de 15.
Preço:
- Iniciação e Montagens: 70€ e 60€ (Associados PPLX)
- Infantil – 40€
- Seniores – 50€

Inscrição: 20€ (dedutível na primeira mensalidade)
Duração: 6 meses
Horário:
. Iniciação e Montagens: Pós-laboral (20:30 às 23:00) – 2 vezes por semana
. Infantil: Sábados (das 10:30 às 13:00)
. Seniores: Segundas e Quartas (das 16:00 às 18:00)

Formadores: Rui Luís Brás, Pedro Bargado, Paula Sousa, Suzana Farrajota, Manoela Amaral.
Contactos:
Telemóvel: 969 710 195
Email: pequenopalcolx@gmail.com

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

"A Promessa" no Teatroesfera



A Companhia Pequeno Palco de Lisboa apresenta no Teatroesfera mais uma encenação de Rui Luis Bras, “ A PROMESSA”, de Bernardo Santareno

A música e sonoplastia estão a cargo de Pedro Bargado

Assistência de encenação de Suzana Farrajota e Marta Paulino

Figurinos de Nuno Garcez

Op. Som : João Silva

Desenho de Luz e Op: Filipe Pureza

Designer: José Dias (Intwo)

com: Ana Rita Ribeiro (Tóina Nazaré), Andreia Esteves (Maria d’Avó), Gustavo Duarte (Labareda), Hugo Nevez (Salvador), Hugo Pereira (Padre), Joaquim Frazão (Jesus), Marta Paulino (Cremilda), Pedro Quintas (Zé), Sara Aleixo (Maria do Mar) e Teresa Franco (Rosa).

Sinopse:

Uma qualquer pequena vila piscatória portuguesa. Uma terrível tempestade no mar, ameaça a vida de vários pescadores que tentam desesperadamente sobreviver à fúria das ondas. Na praia, no meio da aflição, um jovem casal (José e Maria do Mar) promete a Nossa Senhora manter-se em castidade após o casamento, em troca da virgem fazer chegar a terra, o velho Salvador (pai de José) são e salvo. Meses após se terem tornado marido e mulher a tensão entre ambos agiganta-se. Maria do Mar, outrora uma rapariga alegre e cheia de vida, não consegue esconder a sua revolta contra a obstinação do devoto marido em manter a promessa. Incapaz de controlar o legítimo desejo de se sentir mulher, e ser amada, Maria do Mar já não sabe até quando será capaz de ser fiel a um homem em cujos olhos, por mais que tente, já não consegue vislumbrar qualquer sinal de amor.

Em cena de 21 a 24 de Janeiro de 2010, no TeatroEsfera (Rua Cidade Desportiva, Monte Abraão, Queluz).

Horário:

Quinta, Sexta e Sábado às 21:30

Sábado e Domingo às 16:30

Preço do Bilhete: 6 Euros (Descontos: Munícipes de Sintra, Amigos Teatroesfera, Estudantes, Crianças até 10 anos, Reformados)

Duração: 90 minutos (C/intervalo)

Classificação: M12

Reservas: Tel: 21 430 34 04 – Fax: 21 430 17 57

Datas sujeitas a alterações

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

FESTAS FELIZES


Pedro Bargado deseja a todos os visitantes deste blog um bom Natal
e
Ano Novo em Paz

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

ESTAMOS NO MUNDIAL 2010

video


PEDRO BARGADO foi o autor, compositor e intérprete do hino FINTA E BRILHA PORTUGAL para a TVI, no Mundial 2006 . Agora, apurádos que estamos para o Mundial 2010, esperamos voltar a poder contar com a sua voz poderosa para todo o mundo ouvir!

domingo, 15 de novembro de 2009

Foi hoje a ultima representação de Demonio Vermelho


A peça "Demónio Vermelho" de Hideki Noda despediu-se hoje no palco do Teatroesfera em Queluz. Uma inspirada encenação de Rui Luis Bras brilhantemente representada.

domingo, 8 de novembro de 2009

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

"Demónio Vermelho" na Comuna até 1 de Novembro



Pela primeira vez em Portugal pela mão de Rui Luis Bras podem ver um texto do dramaturgo japonês Hideki Noda.

"Demónio Vermelho" um pequeno conto sobre o preconceito, o boato e a xenofobia narrado de forma mágica com um cenário original.

A peça conta-nos a história de como uma comunidade de uma pequena aldeia recebe um estranho que pelo facto de não falar a mesma língua é acusado de raptar bebés, comer pessoas, planear uma invasão através de mensagens em garrafas e de ter relações íntimas com uma aldeã.

De quarta a domingo no Teatro da Comuna - Sala Nova até dia 1 de Novembro

domingo, 18 de outubro de 2009

À venda desde 9 de Outubro


O CD com a banda sonora da novela SENTIMENTOS da TVI está à venda. Deste CD destacamos o tema "NADA" , letra, musica e interpretação do Pedro Bargado. Enquanto esperamos pelo CD de originais do Pedro, vamo-nos entretendo com estas "prendinhas".
Parabéns Pedro.